sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Férias...

Amores, estou saindo em férias... Retorno só depois do dia 20 de janeiro neste tempo estarei terminando de ler alguns livros para postar resenhas novas e vou terminar ou tentar terminar os meus livros...
 
Ano que vem Narcisos vai sair \o/
 
Aproveitem o dia de amanhã 19 e 20 para baixar GRATUITAMENTE no Amazon meus livros "Minha Amada Mona Lisa" e "A Bonequinha Preta" e boa leitura!!!
 
Boas festas e fiquem todos com Deus!!!!
 
 

Quem lê é mais culto e o melhor tipo de pessoa para se apaixonar...

Bom dia!!!! Não resisti e copiei o texto inteiro deste link aqui rs... Achei interessantíssimo, tenho certeza que todos vão adorar já que a maioria que passa por aqui gosta de ler, então este texto também é para você ;)

“Você já leu um livro até o fim? Realmente até o fim? Capa a capa. Fechou-o com aquela sensação de voltar lentamente à realidade? Você suspira fundo e fica ali, sentado. Com o livro em suas mãos…”
 
“É como se apaixonar por um estranho que você nunca verá novamente. O desejo e a tristeza que sente por um caso de amor que acabou dói, mas ao mesmo tempo você se sente saciado, cheio pela experiência, a conexão, a variedade que surge após digerir outra alma. Você se sente alimentado, mesmo que por pouco tempo.”
 
É assim, comparando as emoções vividas em uma paixão com o processo de terminar um livro, que a autora começa a explicação para a sua afirmação. Mas a “teoria” também tem base científica.
 
De acordo com estudos de 2006 e 2009, publicados por Raymond Mar, psicólogo da Universidade de York, do Canadá, e por Keith Oatley, professor de psicologia cognitiva na Universidade de Toronto, quem é um profundo leitor de ficção possui maior capacidade de empatia e de desenvolver a chamada “teoria da mente”, que é a habilidade de aceitar outras opiniões, crenças e interesses, além de seus próprios.
 
Ou seja, os leitores são mais capazes de considerar outras ideias sem rejeitá-las e, mesmo assim, manter as suas próprias. Para ter essa característica pessoal, a autora acredita que é preciso ter uma boa “diversidade de experiências sociais” e a falta dela é provavelmente a razão para seu “último companheiro ser tão narcisista”.
 
A explicação para o leitor ser mais desenvolvido na “teoria da mente” é a de que ele vivencia experiências através de outros olhos, vendo o mundo de outra perspectiva e absorvendo sabedoria de cada uma delas.
 
“Eles aprenderam como é ser uma mulher, e um homem. Eles sabem como é ver alguém sofrer. Eles são maduros, sábios.”
 
Para reforçar a teoria, a autora ainda se baseia em um estudo de 2010, também de Raymond Mar, que diz que quanto mais histórias foram lidas para uma criança, mais aguçada é a “teoria da mente” dela. A criança torna-se mais sábia, adaptável e compreensiva.
 
“Porque ler é algo que molda você e aumenta o seu caráter. Cada triunfo, lição e momento crucial da vida do protagonista se tornam seu.”
 
 
Confira os principais argumentos
 

“Eles não vão falar com você. Eles vão conversar com você.” 

Segundo o artigo, os leitores escreverão cartas e versos. São eloquentes no bom sentido, não dão respostas simples, mas apresentam pensamentos profundos e teorias intensas, encantando com o conhecimento de palavras e ideias.
 
“Faça um favor a si mesmo e namore alguém que realmente saiba como usar a língua.”
 

“Eles não apenas te entendem. Eles te compreendem.” 

De acordo com o psicólogo David Comer Kidd, da New School for Social Research, “O que os autores fazem de maravilhoso é transformar você no escritor. Na literatura de ficção, a incompletude das personagens faz com que sua mente tente entender a mente de outros”. Com isso, os leitores desenvolvem a capacidade da empatia. Eles podem não concordar com você, mas vão tentar ver as coisas do seu ponto de vista.
 
“Você deveria se apaixonar apenas por alguém que consiga ver sua alma. Deve ser alguém que não apenas te conhece, mas que te compreenda completamente.”
 

“Eles não são apenas intelectuais. São sábios.” 

“Ser intelectual demais pode ser desagradável, mas ser sábio é algo cativante.”
 
Quem é que não gosta de ter um bate-papo culto e sempre aprender alguma coisa? Se apaixonar por um leitor irá melhorar o nível das conversas. Os leitores profundos são mais cultos devido ao maior vocabulário, melhor memória e pela capacidade de detectar padrões.
 
“Se você namora alguém que lê, então você também viverá milhares de vidas diferentes.”
 

Espécie em extinção

Se você gostou dos argumentos e já não vê a hora de procurar sua paixão, é preciso se apressar, pois a autora acredita que os chamados “profundos leitores” estão acabando no mundo, já que as pessoas muitas vezes apenas “passam o olho” ao invés de realmente ler.
 
“Se você ainda procura por alguém que te complete, que preencha o vazio em seu coração solitário, procure por essa raça que está se extinguindo. Você os encontrará em cafeterias, parques e no metrô.”
 
“Você os verá com mochilas, bolsas e maletas. Eles serão curiosos e sensíveis, e você saberá nos primeiros minutos de conversa com eles.”
 

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Ganhei meu "Livro de marcar livros"

Eu ganhei "O livro de marcar livros" de amigo secreto virtual do Grupo Tesouros Peculiares (referência aos livros da Robin Jones Gunn)!!!!
Obrigada Suzana!!!! O livro é simplesmente fantástico, tem citações, parte para colar nossa fotos com os autores, escrever quais os livros preferidos, quais não gostamos, indicações de amigos, projetos literários rs... Enfim.. Todos que amam livros precisam deste mimo <3



 
Gente, tem muito mais coisa para bisbilhotar, você tem muitas coisas para preencher, ele tem capa dura, é uma agenda literária digamos assim rs...
O rosa é maravilhoso, mas está esgotado, estou apaixonada!!!!!







 

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Real ou virtual?

Estamos vivendo uma era complicada, as pessoas preferem o virtual, não querem mais nada que seja pessoal e deveria ser o contrário todos deveriam preferir o pessoal que é íntimo, próximo, real...
Quantos amigos você tem nas redes sociais? Com quantos você conversa? Quando está triste, precisando de uma palavra de conforto, quantos estão presentes? Se você marcar um programa público com eles pela internet, quantos realmente estarão ao seu lado no evento?

Infelizmente temos muitos conhecidos e poucos amigos, as conversas não passam mais de respostas monossilábicas, as redes sociais se ocuparam em preencher os vazios e desta forma o diálogo está morrendo.


Sabe o que me incomoda demais? Eu estar conversando com uma pessoa  e esta estar olhando para o monitor do computador, ou, a tela do celular... Eu paro de falar na hora é inadmissível pessoas se tornarem tão ignorantes por conta de um instrumento que deveria facilitar a vida.

As pessoas estão se tornando imbecis, passam a maior parte do dia com os olhos grudados no celular, preferem conversar pelo whatsapp do que pessoalmente, optam por gravar vídeos no lugar de se encontrar mesmo que rapidamente para tomar um café, trocar duas palavras e se despedir com um abraço.

Onde foi parar o amor? Cadê a aproximação? Novamente pergunto: onde está o companheirismo?

Os relacionamentos também passaram por uma transformação drástica, se tornaram sem compromisso, sem amor, algo como uma coisa descartável, você conhece alguém, conversa por mensagem, sai, mantém outros “relacionamentos” como estepe porque se não der certo, já existe alguém na sequência... A fila anda...

Não podemos construir relacionamentos sem base, compromisso, amor e valores. Precisamos deixar de lado o virtual e viver o real, olhar as pessoas nos olhos enquanto conversamos, sair com os amigos sem ficar olhando para o celular, deixar a tecnologia de lado nos momentos que estamos acompanhados. Fazer o virtual se tornar real, deixar de ser impessoal para ser pessoal, amar sem restrições, encarar os imprevistos, mergulhar nos relacionamentos e viver a vida real e não a virtual “perfeita” cronometrada e vazia...

Que tal viver sem as cadeias da tecnologia? Vamos tentar?

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Friendzone forever...

Todo mundo, em algum momento da vida já passou por isso e se não passou com certeza vai passar kkkk
 
Você sabe o que significa friendzone?

Ok, vou simplificar e dar um exemplo básico: você tem um amigo que sempre está ao seu lado, vocês conversam, contam segredos e de repente um frio na barriga... Pronto algo está nascendo e você se pergunta... E agora?
 
É natural se interessar por alguém que seja divertido, saiba conversar, te conheça o suficiente e te entenda e se esta pessoa for um amigo melhor ainda.

E se...
 
Você se declara e o seu amigo diz que seria melhor deixar tudo como está? Que tem medo de estragar a amizade?
 
Como assim? Estragar a amizade? Quer dizer que tentar um relacionamento significa estragar a amizade? Onde ele(a) leu isso?
 
Se acontecer isso sinto informar, mas você foi jogado para a friendzone, sabe, zona de amizade perpétua?
 
Será que ele não entende que para chegar neste ponto da amizade algo aconteceu e jamais será como antes? Se um está interessado e o outro não nunca que o relacionamento será como como no início, mesmo que a paixonite vá embora ficará sempre estampado a recusa, o chega prá lá “o não vai dar certo não quero estragar a amizade”.
 
Então se isso já aconteceu só resta fazer uma coisa: arrumar outro amigo e não se interessar por ele!
 
E você? Já foi rebaixado para a friendzone? Conte sua experiência...
 

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Ainda dá tempo...

Gente, resultado dia 21/12... Corre que ainda dá tempo de participar...
 
 
 

O caso do hotel Bertram - Agatha Christie

Hotéis... Alguém aí tem medo de passar a noite neles? Não sabemos quem dormiu na mesma cama que nós iremos dormir, não sabemos quantas pessoas estiveram doentes deitadas ali, quantas encontraram o seu fim naquele colchão, ou, até mesmo quantas pessoas se amaram...
 
Não sabemos se ali naquelas quatro paredes alguém com algum tipo de tormento passou a sua agoniante noite dizendo palavras de ódio e querendo acabar com tudo a sua volta, mas uma coisa sabemos; no hotel Bertram nada disso existe, pelo menos é o que todos dizem...
 
Regido pelo magnífico Henry, o hotel Bertram é sinônimo de aconchego, respeitabilidade e discrição. É um hotel que perdurou pelo tempo, é caro, frequentado por pessoas apenas da alta sociedade, dos mais altos escalões do clero e senhoras que gostariam de voltar no tempo para a Inglaterra de Eduardo VII. Tudo é mesclado com a praticidade do modernismo, mas com o clássico charme da era vitoriana, tanto que seus hóspedes buscam neste hotel o tradicional chá da tarde com muffins amanteigados que escorrem o recheio pelo queixo quando mordidos e derretem na boca. Não há nada parecido com o hotel Bertram, nada!
 
Ali mais à frente no saguão de entrada, sentada em uma poltrona de veludo enquanto aguarda seus muffins e seu bolo de cominho encontramos nossa querida e amada Miss Marple, mais adiante o atrapalhado e esquecido cônego Pennyfather que nunca sabe qual o local exato que deve estar. Temos também Bess Sedgwick que não se encaixa neste hotel, mas está ali em um simples vestido comendo muffins no salão, uma das mulheres mais ricas e avançadas para a sua época, dizem que é amante de Ladislaus Malinowski o piloto de corrida, o mesmo que sua filha Elvira está apaixonada.
 
Infelizmente algo acontece para acabar com o sossego do Bertram, o atrapalhado cônego confunde a data, viaja um dia depois e acaba sumindo misteriosamente por alguns dias deixando sua bagagem no quarto. Na mesma noite um trem é assaltado e o dinheiro levado por um motorista em um carro branco de corrida que zumbia como um foguete e próximo a cena do crime aparece um clérigo pipocando na estrada dirigindo um Morris Oxford.
 
Quem poderá ter assaltado o trem irlandês? E nosso cônego atrapalhado está envolvido, ou, se encontrava no local e hora errados? E o carro de corridas teria de fato algum envolvimento?
 
Como sempre Agatha nos encantando com sua histórias policiais, cheia de reviravoltas e detalhes minuciosos que fazem toda a diferença.
 
Agora da próxima vez que se hospedar em um hotel, tenha certeza de sua reputação...
 
 
 
 
 


           

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Quer ganhar dinheiro com o TSU?

Gente, estou chegando hoje com um convite muito legal!!!! Para tanto você precisa criar um perfil no link que vou deixar, me aceitar e usufruir rs...
 
Quer ganhar dinheiro postando, curtindo e compartilhando? É fácil, só existem algumas regrinhas básicas, mas isso é simples de seguir certo?
 
"Para ingressar na rede é preciso ter o 'shortcode', isto é, um link exclusivo de algum usuário da rede social. A partir dele, você terá acesso a todos os recursos do serviço, que conta com app para Android e iOS (Universal). Dentro do site é possível postar fotos, escrever posts, incluir hashtags, adicionar títulos nas postagens, definir sua privacidade, distribuir seu conteúdo entre outras redes sociais como Facebook e Twitter, além de comentar, curtir, convidar amigos.
 
Se você ainda não se convenceu de que vale a pena ingressar na nova rede social, saiba que o TSU recebeu um investimento de US$ 7 milhões da Sancus Capital Prive e apoio de artistas como 50 Cent e Luol Deng do Miami Heat, entre outros. nada mal para quem está começando, né? Faça um teste".
 
Então, se você quiser ingressar nesta rede maravilhosa é só deixar seu e-mail nos comentários para eu enviar o convite ok? Uma amiga me mandou o link e vou mandar o link para vocês \o/
 


 

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Duologia TOC em mim! - Tânia Gonzalez

TOC em mim! Aproximação
 
Todos já sabem que amo os livros da Tânia Gonzalez e sabem também que faz muito tempo que não comento sobre nenhum deles por aqui, de todos que já li, acho que só falta a resenha de um, preciso olhar meus arquivos para ter certeza.
 
Demorei bastante para escrever sobre esta duologia porque queria ler os dois para comentar junto rs... Quando terminei o primeiro fiquei doida de vontade de saber o que iria acontecer com o Adriel e a Mariana.
 
É muito triste conviver com alguém que sofre de TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo) todas as vezes que Adriel se sentia "ameaçado" precisava ir até o banheiro e lavar suas mãos no mínimo 100 vezes e ele contava para se acalmar enquanto escutava uma música clássica. Banhos também eram fundamentais para este ritual, as vezes até vestido e calçado ele entrava debaixo do chuveiro para se lavar. Não comia nada fora de casa, só em alguns poucos lugares que frequentava quando o pai ainda era vivo.
 
Depois de perder a esposa e a filha passou a ser mais recluso e solitário, não gosta de receber elogios, trata mal seus funcionários inclusive seus irmãos na empresa que são sócios, parou de ir à igreja e não acredita mais em milagres... O que fazer para ajudar?
 
A tia de Mariana trabalha com Adriel, é sua secretária e vive reclamando das grosserias dele. Curiosa em tentar mudar este quadro, Mariana, uma moça solteira, linda, sorridente e muito ativa na igreja tenta se aproximar deste empresário cheio de manias esquisitas para ajudá-lo. Suas estratégias são incríveis, balões coloridos, marshmallows e bolhas de sabão... Agora todas as vezes que vejo um biscoito de polvilho não consigo não sorrir e não me lembrar dela.
 
Amei o livro desde o primeiro capítulo, achei diferente a escrita da Tânia, está mais madura. Fiquei com vontade de esganar a Mariana em muitos momentos e fiquei com "raiva" do Adriel ser tão grosso e chato, porém existem bons momentos dos dois juntos tentando uma aproximação...
 
 
TOC em mim! Pequenas Conquistas
 
Na segunda parte da duologia encontramos Adriel e Mariana distantes, tudo graças a um sequestro que colocou um ponto final de vez na história deles que nunca deslanchou. Adriel vive irritado, mais estúpido com as pessoas e com o TOC mais acentuado, ele está com saudades de uma certa garota atrevida, está com medo do sentimento que parece ter despertado dentro dele e quer de todo jeito se esconder dentro de sua ostra. Mariana anda triste, meio "isolada" dos amigos, mas continua com seu ministério de coreografias e cursos na comunidade e Renan não vai perder tempo e fazer de tudo para conquistá-la... Será que ele vai conseguir desta vez? 
 
A empresa de cosméticos está a todo vapor, com produtos novos em alta no mercado, porém nada preenche o coração amargurado de um triste empresário. Ele resolve passar um tempo considerável em Campos do Jordão dificultando assim o trabalho de sua secretária que muitas vezes precisa voltar de lá sem resolver nada por ser um dia em que ele não está de bom humor.
 
Finalmente enxergamos uma luz no fim do túnel quando nossos queridos personagens se encontram em uma festa meio que "forçosamente por acaso". Bastou este pequeno pontapé inicial para nossa história tomar um rumo diferente e avançar muito.
 
Os dois conseguem se entender da maneira de Adriel e isso acaba sendo percebido por todos que estão à sua volta, ele se torna uma pessoa mais acessível, simpática e até mesmo alegre, ela voltou a brilhar como sempre, mas nem sempre tudo acontece como gostaríamos que acontecesse...
 
O final da trama é muito bom, esperado é claro e resolvido da melhor forma, o interessante é que a autora dá um chorinho depois do término dizendo como nossas personagens estão depois de um ano do acontecimento perfeito!!! Só lendo para saber do que estou falando... Recomendadíssimo!!!
 
 
 
 
 

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Orgulho e Preconceito - BBC

Ok, eu sei... Sou leiga em se tratando de Jane Austen, nunca li nada, porém isto vai mudar! Já estou bem informada sobre os livros e também das obras não terminadas e vou comprar todos eles, mas com as capas mais lindas!
 
Encontrei um box certa vez na Saraiva, mas não tinha Emma e eu ADORO Emma, foi o primeiro filme que assisti baseado em uma das obras dela. Sabe, sempre gostei de romances de época e assistir estes filmes me faz querer voltar no tempo, nos idos de 1812 rs....
 
Assisti o primeiro filme chamado "O Clube de Leitura de Jane Austen" e pensei quero ler na sequencia como elas fazem, mas nunca cumpri esta meta, então um dia assisti Emma uma minissérie da BBC e fiquei louca!!!! Apaixonei e decidi comprar todos os filmes baseados nas obras de Jane, mas que fossem apenas da BBC, porque eles fazem com um cuidado impressionante, cada detalhe, cada cenário, o figurino, os atores, tudo muito minucioso, com vários capítulos, ou seja, a história completa.
 
Sempre vasculho a internet na intenção de encontrar um preço bacana, afinal de contas coleciono dvds e não esbanjo dinheiro...
 
Em minha humilde opinião, esta versão de 1995 da BBC é a mais linda, já assisti alguns trechos de outras versões, mas não gostei... O próximo será Emma, mas estava esgotado :(
 
E aí gente, me conta: qual a versão que você prefere? Não se esqueça que sou nova no mundo da Jane e posso estar equivocada, mas tenho certeza que não estou....
 

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Novembro AZUL...

Aderindo ao mês de novembro, que tal ler um livro de capa azul???? Ainda dá tempo ;)
 

Parceria nova com o blog Monte sua Livraria!!!

Bom dia meus amores!!!! Estava com saudades afinal de contas faz um tempinho que não posto resenha de livros não é mesmo?
 
Hoje, porém, vou tentar postar duas logo mais, o que quero mostrar para vocês agora é a nova parceria com o blog Monte sua Livraria!!!!
 
 Em breve teremos resenha por lá, no momento um fichamento do livro e uma apresentação da minha pessoinha <3
 
Entra lá para ver como ficou legal... Obrigada Ge Benjamim e Yasmim <3
 
 

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Primeira loja física da Amazon em Seatle!

Uau!!! Inaugurada em Seatle a primeira loja física da Amazon!!!!
 
A vice-presidente da Amazon Jennifer Cast disse que a loja física é uma extensão da loja virtual "Nós aplicamos 20 anos de experiência na venda de livros online para criar uma loja que integre os benefícios da venda de livros online e off-line"
 
Na loja física os preços serão os mesmos da loja online e ainda estão apostando em sua "descobertabilidade" que irá dar uma bela de uma vantagem em sua loja física.
 
"Mais do que  maioria dos varejistas de livros, a aprofundo conhecimento sobre os hábitos de compras de seus clientes e, assim pode estocar em sua loja apenas os títulos com mais probabilidade de circulação" diz o jornal The Seattle Times.
 

 

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Entrevista comigo \o/

Ahhhh que máximo, minha primeira entrevista!!!!!
 
Fiquei tão feliz em participar querida Dani Silva. A Dani para quem não conhece tem um blog Livraria dos Sonhos super fofo com entrevistas, resenhas, dicas de livros que tenho certeza que todos que passeiam por aqui vão amar conhecer...
 
Isso mesmo, passem por lá e leiam na íntegra a entrevista super divertida que ela fez comigo...
 
Obrigada Dani pela excelente oportunidade de divulgação...
Beijão!!!!
 

500 curtidas \o/

Não apenas 500 curtidas, conseguimos 525 curtidas \o/
Obrigada mesmo queridos... Já conhece a fanpage do nosso blog no facebook?
Passa lá para dar uma olhadinha ;)
 

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Histórias de verdade \o/ chegou

Ahhhh tão lindinho o livro <3
 
Quero agradecer a Raíssa Bulhões, o projeto é lindo e o livro fofo demais, pequeno, cheio de ilustrações e com textos curtos e de fácil entendimento para as crianças rs...
 
Eu queria muito ficar com o livro, mas vou dar de presente para o filho de uma amiga que adora ler e tenho certeza que será bem aproveitado!!!
 
 
Para quem quiser conhecer o projeto, ele está no catarse, um site de financiamento coletivo <3
 
 
 
 




 

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Namore uma garota que lê - Rosemarie Urquico

Eu simplesmente AMEI este texto e não pude deixar de publicar... Espero que gostem...
 
"Namore uma garota que gasta seu dinheiro em livros, em vez de roupas. Ela também tem problemas com o espaço do armário, mas é porque tem livros demais. Namore uma garota que tem uma lista de livros que quer ler e que possui seu cartão de biblioteca desde os doze anos.
 
Encontre uma garota que lê. Você sabe que ela lê porque ela sempre vai ter um livro não lido na bolsa. Ela é aquela que olha amorosamente para as prateleiras da livraria, a única que surta (ainda que em silêncio) quando encontra o livro que quer. Você está vendo uma garota estranha cheirar as páginas de um livro antigo em um sebo? Essa é a leitora. Nunca resiste a cheirar páginas, especialmente quando ficaram amarelas.
 
Ela é a garota que lê enquanto espera em um Café na rua. Se você espiar sua xícara, verá que a espuma do leite ainda flutua por sobre a bebida, porque ela está absorta. Perdida em um mundo criado pelo autor. Sente-se. Se quiser ela pode vê-lo de relance, porque a maior parte das garotas que leem não gostam de ser interrompidas. Pergunte se ela está gostando do livro.
 
Compre para ela outra xícara de café. Diga o que realmente pensa sobre o Murakami. Descubra se ela foi além do primeiro capítulo da Irmandade. Entenda que, se ela diz que compreendeu o Ulisses de James Joyce, é só para parecer inteligente. Pergunte se ela gostaria de ser a Alice.
 
É fácil namorar uma garota que lê. Ofereça livros no aniversário dela, no Natal e em comemorações de namoro. Ofereça o dom das palavras na poesia, na música. Ofereça Neruda, Sexton Pound, E. E. Cummings. Deixe que ela saiba que você entende que as palavras são amor. Entenda que ela sabe a diferença entre os livros e a realidade, mas, juro por Deus, ela vai tentar fazer com que a vida se pareça um pouco como seu livro favorito. E se ela conseguir não será por sua causa.
 
É que ela tem que arriscar, de alguma forma. Trate de desiludi-la. Porque uma garota que lê sabe que o fracasso leva sempre ao clímax. Essas garotas sabem que todas as coisas chegam ao fim. E que sempre pode escrever uma continuação. E que você pode começar outra vez de novo, e continuar a ser o herói. E que na vida é preciso haver um vilão ou dois.
 
Por que ter medo de tudo o que você não é? As garotas que leem sabem que as pessoas, tal como as personagens, evoluem.
 
Se você encontrar uma garota que leia, é melhor mantê-la por perto. Quando encontrá-la acordada às duas da manhã, chorando e apertando um livro contra o peito, prepare uma xícara de chá e abrace-a. Você pode perde-la por um par de horas, mas ela sempre vai voltar para você. E falará como se as personagens do livro fossem reais - até porque, durante algum tempo, são mesmo.
 
Você tem de se declarar a ela em um balão de ar quente. Ou durante um show de rock. Ou, casualmente, na próxima vez que ela estiver doente. Ou pelo Skype.
 
Você vai sorrir tanto que acabará por se perguntar por que é que seu coração ainda não explodiu e espalhou sangue por todo o peito. Vocês escreverão a história das suas vidas, terão crianças com nomes estranhos e gostos mais estranhos ainda. Ela vai apresentar os seus filhos ao Gato do Chapéu e a Aslam, talvez no mesmo dia. Vão atravessar juntos os invernos de suas velhices, e ela recitará Keats, num sussurro, enquanto você sacode a neve das botas.
 
Namore uma garota que lê porque você merece. Merece uma garota que pode te dar a vida mais colorida que você puder imaginar. Se você só puder oferecer-lhe monotonia, horas requentadas e propostas meia-boca, então será melhor sozinho. mas se quiser o mundo, e outros mundos além, namore uma garota que lê.
 
Ou, melhor ainda, namore uma garota que escreve."
 

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Quer ganhar um notebook? Participe da promoção....

A Editora Garcia está lançando uma promoção super bacana HOJE "Leitura Premiada, lendo mais eu ganho" até o dia 20/12/2015 você pode comprar qualquer livro entre os 6 títulos que estão na promoção e se for sorteado... Ganha um notebook!
O sorteio será no dia 21/12/2015, presentão de Natal hem???
Então sejam lindos e bonzinhos e compartilhem ok???? Meu livro está nesta promoção <3
 
Quem vai participar???? Leiam o regulamento...

 

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Livroholics - Ruth Manus

Não pude deixar de postar este texto maravilhoso da querida Ruth Manus... Acho que estou virando uma Livroholic rs....
 

"Para quem não é livroholic, pode parecer bobagem, papo de gente metida a cult, conversinha de pseudo-intelectual. Mas não. O caso é mesmo grave.
 
O livroholic nem sempre é um tipo que lê muitíssimo ou que lê tudo. O leituraholic, sim, é um cult. Mas  livroholic é um tipo diferente, porque o fetiche está no objeto, não só no ato.
 
A casa dos livroholics, obviamente, são facilmente confundidas com livrarias, bibliotecas ou sebos. Mas a característica principal reside no fato de que eles nunca leram tudo o que está lá. Porque é humanamente impossível ter lido tudo aquilo.
 
Os livroholics sempre têm em casa dezenas de livros que estão “na fila” para ler. E frequentemente há alguns que eles nem pretendem ler, mas que têm capas ma-ra-vi-lho-sas ou estavam em promoções ir-re-sis-tí-veis.
 
Não tem jeito, eles não conseguem parar com compras alucinadas. Livroholics procuram não entrar em livrarias porque sabem que vai dar problema. Mas sempre acabam entrando. E vão ao delírio quando enxergam mesinhas nas quais se vendem livros usados. As mãos até suam.
 
E o racicínio é mais ou menos assim:
 
“Só vou dar uma olhadinha, porque tenho vários livros para ler em casa. Não posso comprar nada. Mas olha que baratinho esse! Não tem como não levar, seria uma imbecilidade perder essa chance. Vou levar. Nossa, olha esse aqui, que coisa incrível. É meio caro, mas realmente, com essa edição vale muito a pena. É uma ótima compra, vou levar. Gente. Sempre quis esse livro e ele está com 10% de desconto. Vou ter que levar também. “
 
Pronto. Lá vai o livroholic de novo pra casa com a sua sacolinha, radiante como criança com brinquedo novo. Chega em casa, espalha os livros na cama e fica olhando, pegando, cheirando. Cheirar livros, não vamos falar sobre esse assunto.
 
E frequentemente livroholics se flagram invejando as pessoas que trabalham em livrarias e bibliotecas. Quase sempre concluem que essas profissões são muito mais legais do que as suas. Até porque livroholics simplesmente adoram organizar os próprios livros. Por tema, por autor, por nacionalidade, por editora.
 
O livroholic também tem um hábito muito peculiar que é o de dar de presente para as pessoas mais próximas- namorado, cônjuge, pais, irmãos, filhos, amigos chegados- livros incríveis. Mas, com um detalhe: quem quer ler esse livro é o livroholic. Ele compra um tipo de falso presente para pessoas de quem ele poderá pegar o livro de volta. É uma solução muito prática (e muito cara de pau): “já resolvo o presente de aniversário e dou um jeito de comprar o livro que eu queria, mas que ju-ro-por-deus, que minha mãe também vai amar. “Ahan.
 
E livroholics têm um outro grave problema. Ciúmes. Livroholics não são nada bons na arte de emprestar livros. Às vezes, muito às vezes, eles emprestam. Mas só para pessoas que eles têm quase certeza de que devolvem (ou pelo menos para pessoas cujas casas eles possam invadir para resgatar o livro). Mas sofrem muito mesmo assim. Livroholics não são nada generosos nesse assunto.
 
Livroholics sempre têm um livro na bolsa, mochila, pasta, banco do carro. Ou dois. Ou cinco. Ou nove. Os livros dos livroholics conhecem o mundo, passeiam, andam de metrô, conhecem salas de espera. Os livroholics escolhem carinhosamente o livro que vão levar antes de sair de casa. E ficam vaidosos quando percebem que alguém está olhando para o seu livro.
 
É quase patológico.
 
Mas vamos combinar que não poderia haver vício melhor. Ok, Nutella pode ser melhor, mas livros são mais saudáveis. E, cá entre nós, também são mais cheirosos.
 
Livroholics querem controlar melhor suas compras impulsivas. Querem ser menos egoístas com sua biblioteca particular. Querem programar melhor suas leituras. Querem ler mais. Mas livroholics nunca querem deixar de ser livroholics. Há um certo charme no vício. Bom ou ruim, há um certo orgulho de ser livroholic. #tamojunto"
 
Amaram???? Eu amei <3
 

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

21 de outubro de 2015 - Chegada de Marty McFly

Bom diaaaaa!!!!!

Gente eu não podia deixar passar em branco certo??? É hoje que o Marty chega aqui no futuro às 16h29...

Quem ama a trilogia e hoje vai assistir este filme quando chegar em casa levanta as mãos \o/

 


Vídeo feito ESPECIALMENTE para o dia de hoje!!!! Valeu Toyota <3




terça-feira, 20 de outubro de 2015

Projeto Pegaí - Leitura Grátis

 
Levar a leitura a diversas pessoas, foi isso que em 2013 o professor Idomar Augusto Cerutti idealizou, ele quis "aproximar livros sem leitores de leitores sem livros". Criado na cidade de Ponta Grossa no Paraná, é uma iniciativa não governamental, sem fins lucrativos
 
A idéia deu tão certo que a partir de doações de livros literários o idealizador conseguiu "montar" estantes em locais públicos para que as pessoas pudessem emprestá-los e lê-los a seu tempo.
 
 No primeiro ano de projeto, o Pegaí já havia disponibilizado aproximadamente 20 mil livros a novos leitores, além de receber cerca de 1,6 mil livros por mês tanto de pessoas físicas, quanto de pessoas jurídicas e até editoras parceiras enriquecem ainda mais  campanha de "Leitura Grátis".
 
O projeto é muito bacana e qualquer pessoas de qualquer lugar do Brasil ou exterior pode fazer doações, para verificar a lista com os pontos de coleta basta acessar http://www.pegai.info/#pontos-coleta
 
No momento estão precisando de obras do gênero literário (poesia, soneto, romance, crônicas, contos, ensaios entre outros).
Se quiser participar como voluntários basta ter comprometimento e responsabilidade.
 
Para mais infrmações:
Assessoria de Imprensa : Luciana Rosas Rodrigues MTB 6541
(42) 9105-4605
 
(42) 9917-4888
 


 

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Simples assim...

A primeira vez que li algo sobre o Vinícius Grossos foi no facebook de alguém e infelizmente não lembro de quem foi, só sei que foi na época da Bienal...

Interessada encontrei o booktrailer do livro "O garoto quase atropelado", adorei o vídeo, adorei a narrativa e adorei a narração, sabe uma voz macia, suave de "menino mimado", aí fui ver quem era o dono da voz e descobri rs...

Fiquei encantada com a sinopse do livro! Comecei a procurar mais livros dele e me deparei com um sobre SEREIAS, isso mesmo!!! Amo sereias e também tenho um livro praticamente finalizado sobre elas, creio que elas fazem parte do imaginário de muitas pessoas, isso é ótimo assim teremos muitas histórias diferentes para conhecer.

Alguns dias depois ele postou no face uma crônica que escreveu para a revista todateen e para variar eu também gostei, então comecei a prestar mais atenção em suas postagens até que sexta-feira ele postou um texto que eu simplesmente não resisti... Sabe, as palavras na medida certa, um desabafo creio eu que muitas pessoas já tiveram vontade de fazer e não o fizeram por medo.

Com o aval do Vinícius claro, vou deixar o texto na íntegra e confesso: preciso comprar os livros dele, pois estou doida para conhecer a história e me deliciar com a escrita que pelo o que eu já percebi é muito gostosa e tranquila.

Quem sabe não consigo uma conversinha rápida com ele em nossa "Conversa de sofá"? Deliciem-se ;)



"Quando descobri que eu era uma boa companhia - Vinícius Grossos
 
Você sabe, sempre odiei fazer qualquer coisa sozinho.
Já deixei de ver aquele filme alternativo, porque nenhum amigo se interessou em ir.
Já deixei de comer, mesmo cm fome, porque ninguém queria me acompanhar.
Já atrasei algumas contas, porque pouco antes do vencimento ninguém estava disponível para ficar comigo na fila.
Sempre fui assim. Gosto de falar, de ouvir, de falar de novo. Gosto de estar rodeado de pessoas, de dar opinião e de ouvir algumas também.
Mas nem sempre eu posso desfrutar disso, certo?
Desde quando eu mudei de cidade, de estado, de doutrina, de crença, tenho aprendido muitas coisas.
E, às vezes, tenho aprendido a perceber.
Semana passada liguei para uma amiga e a convidei para dormir comigo, aqui em casa, simplesmente porque a casa estaria sozinha e eu não queria dormir sozinho.
Mesmo apagando poucos minutos depois dela chegar, gosto de saber que tem alguém perto.
Alguém ao meu alcance.
E hoje a casa estava sozinha novamente...
Mas hoje fiz diferente!
Hoje não liguei para ninguém.
Não procurei ninguém.
Não convidei ninguém.
Hoje eu me arrumei porque queria me sentir bonito, e perfumei porque queria me sentir cheiroso, e gostei do que vi no espelho.
Hoje eu não conversei com ninguém, apenas comigo mesmo, ouvindo minha playlist no celular.
Depois, pasme você, comi sozinho!!!
Pedi aquele hambúrguer maravilhoso do Burger King, cheio de maionese, do jeito que eu gosto. Comi a batata-frita, sem roubar a sua, é claro, porque você não estava lá.
E, olhe só, descobri um lindo e novo passatempo!
Olhar as pessoas, e, mentalmente, imaginar histórias para as suas vidas. Histórias com finais felizes, é claro. De drama, já basta a nossa história.
Foi incrível e saí desse meu passeio com várias idéias e algumas certezas.
A primeira foi que eu posso ser feliz comigo mesmo.
A segunda é que eu sou uma boa companhia. Aeeee!
E a terceira, é que eu te quero ao meu lado não por necessidade, carência, sentimento de posse ou saudade do que já tivemos. Quero você do meu lado porque gosto da sua companhia, gosto das teorias que você imagina depois de um filme, gosto como você faz cara feia quando roubo uma batata sua, ou como os buracos da sua narina ficam estranhas quando você gargalha de alguma idiotice que eu disse. Gosto como o seu olhar encontra o meu, com aquele ar de reconhecimento de que pensamos a mesma coisa sobre a questão mais aleatória do mundo sem que precisássemos trocar meia palavra.
Pois é. Lide com isso. Gosto de você e te quero desse jeito mais simples e descomplicado que existe.
E só para constar: as batatas-fritas que roubo de você são sempre mais gostosas."
 

E aí gente? Não é o texto mais incrível, verdadeiro, direto e simples??? Quem nunca teve vontade de fazer exatamente isso, ou parte?

 

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Lançamento "Nessie: o verdadeiro tesouro da Escócia"

INFELIZMENTE A DATA FOI CANCELADA!!!! AGUARDEM A NOVA DATA OK????


Meus queridos!!!!
Já tenho a data do lançamento de "Nessie: o verdadeiro tesouro da Escócia!" será dia 24 de outubro de 2015 às 18h00 na Livraria Cultura da Avenida Paulista \o/
Conto com a presença de todos!!!! Venham me conhecer e tirar foto para o face kkkkk

Basta ler o código com o dispositivo móvel e confirmar presença, se não conseguir confirmar não tem problema, apareça do mesmo jeito ;)
 

E a Nessie chegou na Livraria Cultura \o/


Olha só quem está chegando na Livraria Cultura <3 <3 <3 EU \o/
Posted by Nessie: o verdadeiro tesouro da Escocia on Sexta, 2 de outubro de 2015

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Marcador relicário...

Tem esta outra recompensa também. É um marcador de livros em couro em forma de relicário... O livrinho abre e vc pode colocar uma foto dentro #projetonarcisos

 

Vamos contribuir?

Bom dia queridos!!!! Estava pensando aqui e querendo colocar um outro livro junto como recompensa ‪#projetonarcisos... O que acham de ganhar um mini livro???? Do????? PEQUENO PRÍNCIPE???? Eu tenho e sou apaixonada rs... Seriam poucos kits... Ele é caro kkkk
 


 

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

A Bonequinha Preta e outras histórias...

A Bonequinha Preta e outras histórias é uma coletânea de contos de fadas, uma releitura de sete dos mais famosos contos conhecidos pelas crianças em todo o mundo.

Os três contos inéditos não deixam nada a desejar, seguem o mesmo padrão dos contos tradicionais, são elaborados e cheios de esperança, exatamente como deve ser. Juntando os contos ao total são dez. Dez maravilhosos e encantadores contos.

Uma releitura é algo bem divertido, por meio dela conhecemos outras versões da mesma história, é algo fascinante e ao mesmo tempo inovador.

Você já imaginou o Lobo Mau enviando um e-mail para os três porquinhos pedindo desculpas por não os ajudar na construção de suas casas por que estava doente? E a Branca de Neve escrevendo uma carta para a Rapunzel contando sobre o casamento da Princesa e do Sapo? Não podemos esquecer-nos da poesia rimada da Bela e da Fera e da manchete de jornal sobre o resgate de Gepeto pela marionete de madeira Pinóquio...

São tantas histórias novas e ao mesmo tempo antigas que você vai ficar ansioso para descobrir o final.

Enfim, a seguir você irá desvendar o que fazer se, por acaso, certo dia ao voltar da escola, em uma curva encontrar uma velha Bruxa próxima a uma árvore... 

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Divulgação do meu livro no blog Clube Escritores da Liberdade!

Bom dia!!!!!!

O blg Clube Escritores da Liberdade está divulgando o lançamento da minha Nessie <3
Obrigada queridos!!!!

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Projeto Narcisos

FINALMENTE o Projeto Narcisos está nascendo, acabei de criar a campanha e espero contar com a ajuda de todos, se não puder comprar um marcador ou o próprio livro impresso, compartilhe para que outras pessoas possam conhecer o projeto e quem sabe ajudar a sair do papel, o intuito é divulgar para o máximo de pessoas!!!! Posso contar com vocês?
O livro "Narcisos" é um dos projetos que estão disponíveis no site. A meta é arrecadar R$ 3,5 mil em 60 dias para investir em arte, diagramação, capa, recompensas, taxa de 13% do kickante e frete.
 
As contribuições variam entre R$ 20,00 e 70,00 reais. Para cada valor há uma recompensa, que pode ser um relicário em forma de marcador de página em couro a uma cópia do próprio livro impresso.
O cenário de Narcisos se passa com adolescentes e jovens, são histórias que se entrelaçam, na realidade são 3 as personagens principais Lara, Lola e Nina, amigas e confidentes que em algum momento não dividem seus medos, anseios e dúvidas com receio de represálias por estarem em conflito com seus ideais.
 
Trago em Narcisos uma realidade escamoteada e varrida para debaixo do tapete em várias denominações evangélicas como o homossexualismo, o consumo de drogas, a disfuncionalidade da família, além de conceitos de amor ao próximo, cuidado, discipulado e entrega ao Evangelho.
 
E assim, em meio a este turbilhão de eventos, emoções e narcisos percebemos que nem tudo está perdido, com amor, fé, carinho, compreensão e claro tudo guiado pela Palavra do Senhor, percebemos que a vida não é complicada, a única coisa que não podemos deixar nunca de lado é Deus, só Ele pode quebrar e fazer novamente uma vida destruída.
 
Acesse aqui o Kickante e contribua com esta publicação.
 

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Lançamento de Nessie chegando....


Convidem os amigos!!!!! LEMBRANDO que a DATA não é hoje rs... O face não deixa criar evento sem data definida, mas assim que eu souber atualizo, enquanto isso divulguem ok???
Posted by Mirian Fidelis Guimarães on Sexta, 18 de setembro de 2015

Para onde ela foi - Gayle Forman

Nesta continuação Gayle nos apresenta um Adam mais maduro, famoso, problemático e taciturno. Já passaram três anos desde o acidente de Mia e sua vida mudou drasticamente. 
 
Ela começou a deixa-lo de lado até que nunca mais entrou em contato. Ele por sua vez mergulhou de cabeça em noitadas com bebidas e mulheres, mas mesmo assim continuava a se sentir vazio e solitário. Seu comportamento com a banda estava ruim, ele se hospedava sempre em outro hotel, havia se transformado em algo assustador e melancólico. 
 
De repente o destino armou para ele, como imaginar que na mesma cidade que ele está Mia fará a sua mais importante apresentação nesta mesma noite? Adam acaba indo assistir e depois que o concerto termina acabam conversando. É esta única noite que eles têm para acertar os pingos nos “is” e esquecer a mágoa que os afastou, e finalmente saber a resposta para a única pergunta que tanto o atormenta durante estes anos... Para onde ela foi? 
 
Curiosos para saber como esta história continua?

Se eu ficar - Gayle Forman

Quando li a sinopse de “Se eu ficar” automaticamente lembrei do filme “O som do coração” as personagens eram parecidas, ela era uma violoncelista e ele um guitarrista de uma banda de rock, as coincidências param por aí rs... 
 
Mia é a nerd e Adam o descolado, um dia quando ela está fazendo um passeio de carro com a família algo trágico acontece. Infelizmente o acidente na estrada ceifou a vida de toda a sua família. Ela está assustada, está em pé na estrada tentando entender o que houve quando vê sua mão fria e gelada.... Ela está em coma. 
 
A partir deste momento a dúvida de Mia só aumenta entre ficar ou não. Será que ela tem todo este poder? Neste meio tempo enquanto ela tenta interagir com as pessoas e em especial com Adam começa a relembrar como era sua vida com ele, família e amigos. Ela precisa sair de cima do muro, escolher se continua ou se vai juntar-se a sua família e no meio deste impasse ela descobre o real significado da palavra amor e amizade. 
 
Adam não desgruda um minuto, está o tempo todo ao seu lado ajudando e quando ele faz uma promessa do fundo do seu coração algo realmente mágico acontece: Mia abre os olhos acabando com sua agonia, mas será que tudo voltará a ser como antes?

Gayle sempre nos surpreendendo e este foi o primeiro livro dela... A mulher é boa não acham???
 

 

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

FML Pepper causando na Bienal do Rio...

Bom dia meus amores... daqui a pouco resenha de mais um livro super fofo!!!!
E aqui está ela, FML Pepper causando na Bienal do Rio, será que ano que vem teremos estas lindas mortes por aqui também???

Vídeo promocional lindo da trilogia NÃO PARE! da autora FML Pepper feito pelo Casal Aficcionado. <3
Posted by Up Literário on Terça, 15 de setembro de 2015

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Histórias de Verdade

Acabei de descobrir este projeto fantástico por um grupo que faço parte rs... 
 
Bom, este é um projeto da Raíssa Bulhões, uma ilustradora cristã que aproveitou o seu TCC da faculdade de Design Gráfico para expandir sua idéia. 
 
A idéia é simples, um livrinho com historinhas da Bíblia para crianças menos favorecidas, você contribui pelo site do Catarse e crianças ganham o livro, genial não? Só tem um probleminha, hoje é o último dia, vamos ajudar a Raíssa??? Eu já contribui, faça sua parte também <3 
 
Para quem quiser acompanhar o destino de sua doação é só seguir a página no face ok?
 
Para dúvidas e sugestões: projetohistoriasdeverdade@gmail.com
 

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Eu estive aqui - Gayle Forman

“Agradeço a Susy Gonzales que inspirou este livro. Quem me dera tê-la conhecido, e não a personagem que criei graças a ela. Os pais de Susy me disseram que, quando viva, ela sempre tentava ajudar as pessoas. Talvez, mesmo agora, continue a fazer isso”. Gayle Forman 
Ainda digerindo esta história impactante inspirada em uma jovem. Gayle escreveu um artigo certa vez sobre jovens mulheres que haviam se matado e ela acabou “conhecendo” Susy Gonzales que já estava morta há alguns anos, ela dedica o livro para Susy 💟
 
Susy era uma garota de 19 anos inteligente, criativa, carismática e inconformista, não uma pessoa que cometeria suicídio. Só havia um único problema: sofria de depressão. 
Ainda agora fico imaginando a dor, o aperto no peito, o fato de não conseguir a reposta que precisava, ela procurou ajuda no centro de saúde da universidade, mas acabou escolhendo o grupo de “apoio” que vou mencionar logo mais.
Demorou ainda dez anos depois deste artigo ser publicado para “Eu estive aqui” nascer e Meg ser criada baseada em Susy.
Cody e Meg são unha e carne, pelo menos esta é a definição que todos conhecem. São as melhores amigas, pelo menos isso era o que Cody achava até receber um e-mail de Meg pedindo perdão por não aguentar mais viver e se despedindo da amiga. 
Como assim? Meg premeditou tudo: comprou o veneno mais letal para não ter falhas, deixou uma gorjeta generosa para a arrumadeira junto com um bilhete dizendo para chamar a polícia, não mexer no corpo e para os responsáveis o manusearem com cuidado e programou dois e-mails para serem enviados algumas horas após a sua morte. A princípio Cody não acreditou, mas o que parecia uma brincadeira de mal gosto tornou-se a dura realidade.
Resolvendo fazer um favor para os pais de Meg, Cody vai até a faculdade buscar os pertences da amiga e lá acaba descobrindo coisas sobre ela que nunca imaginou.
Vocês sabiam que existe grupos de “apoio” para suicidas? Isso mesmo, você entra nos fóruns e eles te parabenizam pela escolha que fez em tirar a própria vida. Eles explicam quais as reações dos venenos, os métodos mais eficientes, onde consegui-los e ainda amenizam sua culpa explicando que os que ficarão como os pais, irmãos e amigos se sentirão muito melhores sem o seu peso morto na vida deles... Triste não?
Cody ficou horrorizada ao descobrir e foi vasculhando até conseguir se envolver, esclarecer, entender e perdoar Meg e a si mesma. Ela se sente culpada por não ter percebido indícios na amiga, de que ela iria fazer algo tão perverso.
A história é simplesmente maravilhosa. É triste, trágica e profunda. Só o fato de saber que pessoas estão sendo enganadas por outras que se aproveitam de sua vulnerabilidade parte meu coração. Pessoas perdidas em seus problemas, agoniadas com a depressão que nada mais é do que uma doença muito séria, recorrem a estes grupos para amenizar suas dores e querendo uma explicação para acreditarem que estão fazendo a coisa certa. É uma guerra dentro de si, uma parte querendo morrer e a outra tentando subir a superfície, um último suspiro... Suicídio não é coragem, é covardia. Covardia com os entes que ficam, covardia com o próprio corpo, covardia contra a própria pessoa, é bem mais simples resolver os problemas pedindo ajuda do que tentar resolvê-los acabando com tudo. Existem duas opções sempre: resolver seus problemas, ou, acabar com a própria vida, mas se fizer isso.... Você perde...
Viver é trabalhoso, é difícil, pesado e até um fardo para muitos, todos nós temos nossos dias ruins, nossas fases de derrota, de tudo dar errado e de que nada funciona, mas passa.... Tudo passa! Isso faz parte da vida, do nosso aprendizado, nossa visão de mundo, nossas escolhas, nossa fé.
Existem duas faces como num espelho, uma que seria a vida que não é fácil, a caótica e a  outra, a possibilidade de uma vida plena e feliz, uma questão de escolha, vai depender apenas se você quer sair um vencedor ou se quer ser um derrotado!
Cody descobriu...