quinta-feira, 28 de julho de 2016

Garotas de vidro - Laurie Halse Anderson

Olha eu aqui outra vez!!!!! Voltei com minhas resenhas povo rs... Estava meio ocupada, mas esta resenha estava pronta fazia tanto tempo que acabei encontrando um tempinho para digitá-la e só estou postando agora, ok?

Distúrbios alimentares são realmente perigosos. Cassie lutava contra a bulimia desde os 11 anos, o que leva uma garota tão nova se matar aos poucos?

Lia é sua melhor amiga e vizinha e possuem praticamente a mesma idade, a única diferença entre elas é que Lia é anoréxica. Ela sabe todas as calorias de todas as comidas possíveis e cada dia reduz mais a quantidade de alimentos chegando a tomar muita água pela manhã e comer apenas uma maçã no almoço.

Para piorar, quando Lia recebe a notícia de que o corpo de Cassandra foi encontrado em um motel seu mundo vira de cabeça para baixo, e qual a causa da morte? Garganta rasgada de tanta pressão feita com os dedos para forçar a saída dos alimentos ingeridos.

O livro em si é fantástico! Quando eu soube que era similar ao livro da Gayle "Eu esttive aqui" precisei ler imediatamente, aliás tem outro na mesma linha que amo e se chama "Antes que eu vá" da Lauren Oliver, resenha aqui.

É muito triste "entender" o que se passa na cabeça de pessoas que sofrem de distúrbios alimentares. Lia assim como muitas outras consegue enganar os pais fingindo se alimentar, sofre alucinações horríveis enquanto reclama de dores terríveis no estômago por falta de alimentos. O pior é que ela adora o cheiro da batata frita, mas em sua cabeça vive uma constante punição por não estar pesando míseros 40 quilos e quando ela finalmente chega à sua meta reduz ainda mais a quantidade de alimentos sempre complementados por laxantes poderosos que ela esconde em seu armário. Costuma usar roupas largas para colocar várias peças por baixo e tentar disfarçar sua magreza, o mais triste em tudo isso é  a alternativa que ela adota para mascarar a dor no estômago: a automutilação. Conforme ela faz os cortes pelo corpo para sentir dor se lembra de que não pode se alimentar, que não deve perder esta batalha como Cassie perdeu.

Acha que os pais a maltratam por forçá-la a comer. Não dorme direito e constantemente acha que vai desmaiar. A mente de uma pessoa assim é perigosa, enganosa e cruel, não mostra a realidade e por falta de informação muitas pessoas acabam perdendo a vida.

Não tem como resenhar este livro, é preciso ler com calma para tentar entender um pouco da mente doentia de Lia. é uma verdadeira guerra, ela luta consigo mesma 48 horas por dia todos os 7 dias da semana.

Se você conhece alguém que esteja passando por algo similar, precisa ter paciência e ajudar, é muito triste uma pessoa se deteriorar aos poucos e causar tanta dor nas pessoas que estão à sua volta. É triste a pessoa sentir fome, o estômago roncar e mesmo assim não se alimentar porque a visão que ela tem de si é que está muito acima de seu peso... 

Leia "Garotas de vidro" e dê graças a Deus pelos quilos a mais que acha que tem, você não faz idéia do tormento que é enxergar coisas que não existem.

Recomendadíssimo!!!